14 de setembro de 2011 Em Sem categoria

Artigo nº 61 – GOVERNO ADIA DESONERAÇÃO DE PACOTE PARA COMPETITIVIDADE

GOVERNO ADIA DESONERAÇÃO DE PACOTE PARA COMPETITIVIDADE

Benefícios fiscais que o Planalto deverá anunciar hoje serão bem inferiores ao esperado pela indústria. Com crise, Fazenda teme perda de receitas

Especialistas acreditam que o setor industrial será o primeiro beneficiado com as mudanças fiscais do governo de Dilma Rousseff. Hoje, com a divulgação da nova política industrial, uma das expectativas é de que o governo tome providências para reduzir a carga tributária de determinadas áreas industriais, como a de manufaturados. Porém, é possível que esses benefícios fiscais não sejam implantados a depender do desfecho com relação ao endividamento dos Estados Unidos.

Esse plano, a ser lançado nesta terça‐feira visa, entre outros fatores, estimular a produção industrial, especialmente a de manufaturados, principal prejudicado pela desvalorização do dólar frente ao real, o que reduz as exportações brasileiras. De acordo com Guilherme Cezaroti, advogado tributarista do Campos Mello Advogados, o governo federal deve anunciar pacote de medidas, cuja ideia, entre outras, é baixar a carga tributária de alguns setores da economia, em especial, para ele, o de informática e automotivo. “Contudo, a depender da votação dos Estados Unidos, uma das medidas que pode ser a desoneração da folha de salário em alguns setores seja deixada para frente. Isto porque qualquer ação de desoneração que o governo tomar pode absorver efeitos com a crise no país norte‐americano”, entende ele, ao se referir à necessidade de medidas para evitar um calote dos EUA.

 

Matéria publicada na DCI em 14/09/2011.

Para ler a matéria na íntegra, clique no link abaixo.

Artigo_061

Leave a Reply